Mobilização no hospital, helicóptero, enfim a vida de Juliano foi salva com transplante em meio àquela enchente

Foto: Dra. Camila Drago/Hospital Santa Isabel

O paciente Juliano Galilheti, de 48 anos, chegou ao hospital de helicóptero depois de 12 horas no trânsito

Na última sexta-feira (17), em meio às enchentes provocadas pela forte chuva, o Hospital Santa Isabel realizou uma força-tarefa para efetuar um transplante de fígado urgente. Juliano Galilheti, de 48 anos, aguardava há mais de 12 horas no trânsito e contou com a ajuda de um helicóptero da Polícia Militar para chegar até o hospital em Blumenau, Santa Catarina.

Após três dias aguardando, o paciente recebeu a notícia de que havia um órgão disponível para transplante no hospital. Enquanto se deslocava para o Hospital Santa Isabel, entretanto, se deparou com uma enchente que bloqueou a BR-470, em Rio do Sul. Ao entrar em contato com a equipe do hospital, foi acionada a Polícia Militar para auxiliar no transporte de Juliano.

Já era noite quando o paciente chegou de helicóptero ao Hospital Santa Isabel, mas a cirurgia foi um sucesso. Nesta quarta-feira (22), Juliano já se encontra se recuperando na Unidade Nossa Senhora Aparecida, ala de internação exclusiva para os pacientes de transplantes de órgãos. “Quero agradecer a sensibilidade da família doadora”, declara Juliano. “Me possibilitaram ter uma nova vida”.

O Hospital Santa Isabel é referência nacional no transplante de órgãos. Ao todo, são mais de 293 municípios catarinenses atendidos pela instituição, além de algumas cidades de outros estados. São oferecidos transplantes de coração, córnea, rim, fígado, pâncreas, rim-pâncreas e pâncreas isolado. A instituição está entre os cinco principais hospitais que realizam transplantes de fígado no país, reconhecido nacionalmente pelo pioneirismo e excelência.

Texto: Amanda Carvalho/FSB

José Carlos Goes

Sou locutor tendo atuado em várias emissoras de rádio em Blumenau por quatro décadas. Sou jornalista e trabalhei em vários jornais impressos. Sou blogueiro.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads
header ads
header ads