Sistema de saúde de Blumenau registra colapso durante o Carnaval

Foto: Redes Sociais

Nos dias 12 e 13 de Fevereiro de 2024 os ESFs do município estiveram fechados para atendimento à população. Dos oito ambulatórios gerais, um ficou de plantão pelo sistema de revezamento. Resultado: uma sobrecarga foi registrada no pronto socorro do Hospital Santo Antonio.

Durante toda a terça-feira de Carnaval circularam imagens pelas redes sociais mostrando pessoas sentadas e deitadas no chão, porque não havia local para sentar no pronto-socorro.

Na segunda-feira o Ambulatório Geral do Bairro Garcia ficou sobrecarregado e o atendimento teve que ser encerrado antes do horário. 

Representantes da Secretaria Municipal de Saúde disseram a imprensa que quando perceberam a alta demanda, buscaram soluções para melhorar o atendimento da população. Na terça-feira (13/02), houve um aumento de salas de teleatendimento para agilizar as necessidades dos moradores de Blumenau e evitar novos transtornos. 

Confira a nota completa da Secretaria de Promoção da Saúde: 

“A Secretaria de Promoção da Saúde (Semus) reconhece a significativa demanda registrada no AGF Garcia nesta segunda-feira, dia 12. A Semus está tomando medidas imediatas para resolver a situação da maneira mais eficaz possível. Para facilitar o acesso aos cuidados médicos, as pessoas que se encontravam na unidade foram direcionadas a um link específico do Alô Saúde, dispensando a triagem com a equipe de enfermagem no AGF. Um desses links já está operando, enquanto outros dois foram abertos para lidar com a demanda acumulada no ambulatório. nPara esta terça-feira, dia 13, o AGF Velha estará aberto ao público, oferecendo o atendimento presencial e, no mínimo, três salas de teleatendimento para evitar os contratempos enfrentados nesta segunda-feira.nEm decorrência da alta demanda, o AGF Garcia teve que encerrar as atividades mais cedo do que o esperado para garantir o atendimento a todos os pacientes presentes no ambulatório”.

Por sua vez a direção do Hospital Santo Antonio explicou o sobrecarregamento no pronto socorro na segunda e na terça feira de Carnaval: Segundo a assessoria, o HSA atende em média 250 pacientes por dia e na segunda-feira houve mais de 450 atendimentos. “Hoje [terça-feira] estamos passando pela mesma situação, mesmo estando com oito médicos no momento”, ressalta a nota.

O HSA também ressaltou que utiliza o Protocolo de Manchester, método de triagem muito utilizado no setor de saúde, desenvolvido com o objetivo de classificar a prioridade de atendimento dos pacientes.

A cor vermelha é de atendimento imediato. Laranja é para paciente que precisa de urgência no atendimento. Amarelo para atendimento rápido.

Já as cores verde e azul são para pacientes que não tem urgência no atendimento. “O verde e o azul que estão com um tempo de espera maior. Então, hoje, a espera está chegando de quatro a cinco horas de atendimento. E tudo isso muda quando chega uma ambulância, porque a ambulância é em emergência. Então, aquele paciente que está aguardando ficha verde, que não tem risco iminente à vida, ele espera ainda, porque entrou uma emergência.”

José Carlos Goes

Sou locutor tendo atuado em várias emissoras de rádio em Blumenau por quatro décadas. Sou jornalista e trabalhei em vários jornais impressos. Sou blogueiro.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads
header ads
header ads